Procuradora do MPF pede interdição de 6 museus federais no RJ

11 Setembro 2018
Autor :  

Pedido, da procuradora Solange Braga, é de que instituições permaneçam sem receber público até que haja segurança, como mostrou a GloboNews. Incêndio no Museu Nacional motivou ação.

O
O Ministério Público Federal ajuizou uma ação civil pública pedindo a interdição de seis museus federais no Rio, até que medidas de prevenção contra incêndios e pânico sejam implementadas. A informação foi dada com exclusividade pela GloboNews nesta terça-feira (11).

A ação pede a interdição dos seguintes museus, que, segundo o MPF, estão sem condições mínimas para funcionar:

Museu da República
Museu Nacional de Belas Artes
Museu Histórico Nacional
Museu Villa Lobos
Museu da Chácara do Céu
Museu do Açude

O pedido, da procuradora Solange Braga, é que eles permaneçam fechados, sem receber público, até que haja segurança para que eles voltem a funcionar.

Solange disse que está "rompendo" com a decisão de que não é necessário que os museus tenham alvará do Corpo de Bombeiros.

"A gente vinha agindo normalmente como há um entendimento de que um museu deva permanecer aberto, mesmo que ele não tenha todas as condições ou boas condições para funcionar. Eu estou rompendo com essa ideia agora, mas era usual antes que a gente entendesse isso", disse Solange.

Ela ainda revelou que, antes do incidente com o Museu Nacional, estava tentando recursos para que os museus pudessem continuar funcionando.

"Vamos tentando administrativamente obter o que é preciso, porque o museu precisa estar aberto e boa parte da sociedade entende assim. Eu entendo, agora, que o museu tem que ter segurança antes de estar aberto, porque não machucamos ninguém, mas poderia ter machucado. Então eu, como procuradora da república, não o Ministério Público, rompo com essa ideia de que o museu pode funcionar sem um laudo dos Bombeiros que diga que está tudo funcionando perfeitamente e que existe uma segurança, inclusive, a antipânico", acrescentou a procuradora.

No último dia 2, um incêndio destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro. Com 200 anos de história, a instituição abrigava cerca de 20 milhões de itens.

Neste domingo, o Fantástico mostrou uma reportagem mostrando que o risco de incêndio no Museu Nacional já havia sido denunciado duas vezes ao Ministério Público. Segundo a reportagem, o órgão federal lamenta não ter agido mais rápido.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), ao qual as seis instituições mencioandas pela procuradora do MPF estão subordinadas, informou que por enquanto não irá se posicionar, uma vez que ainda não foi notificado sobre a medida de forma oficial.

Fonte: (G1)

  • Redes Sociais:
8 Views
Gisele Ramos

Gisele Ramos é designer gráfico formada em Publicidade e Propaganda, diretora da Gitramos Publicidade, redatora do Diário Notícias e está atualmente em processo para uma cirurgia bariátrica. Não se incomoda nenhum pouco em ser gordinha,mas a saúde vem sempre em primeiro lugar.  Instagram: giseletramos

O Diário Notícias é um jornal dinâmico e interativo.Nossos ideais são pautados na seriedade e comprometimento. Nossa missão é informar e levar conhecimento a toda a população interessada, independente de opção política, religiosa ou social . Diário Notícias : Compromisso com a notícia!