Em nota, Vasco diz que vai à Justiça após Wagner conseguir rescisão

11 Setembro 2018
Autor :  

Clube informa que "firmou acordo com a Caixa Econômica Federal no dia 30 de agosto para o pagamento parcelado do FGTS de todos os funcionários. Portanto, não há atraso"

O
O Vasco divulgou nota oficial nesta terça-feira para comunicar que vai recorrer da decisão da Justiça Trabalhista de conceder a rescisão contratual ao meia Wagner. O jogador teve o pedido de liberação aceito pela 44ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro na última segunda. Ele alegou atrasos em seus vencimentos e uma proposta do Al Khor, do Qatar.

O clube informa que "firmou acordo com a Caixa Econômica Federal no dia 30 de agosto para o pagamento parcelado do FGTS de todos os funcionários. Portanto, não há atraso já que o parcelamento foi formalizado antes do ajuizamento da ação".

O experiente jogador pediu tutela de urgência na decisão para que consiga se transferir antes que a janela do país feche, no dia 13 de setembro. Justamente por causa do prazo, o juiz Lucas Furiati Camargo determinou a rescisão antes de o caso ser julgado.

Ainda na decisão, o juiz explica que o "artigo 31 da Lei 9.615/98 prevê a possibilidade de rescisão contratual em caso de atraso no 'pagamento de salário ou de direito de imagem de atleta profissional, no todo ou em parte, por período igual ou superior a três meses', incluída a obrigação patronal de recolhimento de FGTS, em conformidade com o §2º do referido artigo, 'ficando o atleta livre para transferir-se para qualquer outra entidade de prática desportiva de mesma modalidade, nacional ou internacional, e exigir a cláusula compensatória desportiva e os haveres devidos'".

Wagner, para conseguiur a rescisão, alega que seu FGTS não foi recolhido em: janeiro/2017, março/2017, abril/2017, maio/2017, junho/2017, julho/2017, agosto/2017, setembro/2017, outubro/2017, novembro/2017, dezembro/2017, janeiro/2018, março/2018, maio/2018, junho/2018, julho/2018, agosto/2018.

Veja a íntegra da nota divulgada pelo Vasco nesta terça:

"Em relação à notícia veiculada nesta terça-feira (11/09) de que o atleta Wagner conseguiu rescisão imediata de seu contrato com o Club, o Vasco da Gama esclarece:

1) O clube firmou acordo com a Caixa Econômica Federal no dia 30 de agosto para o pagamento parcelado do Fundo de Garantia (FGTS) de todos os funcionários. Portanto, não há atraso já que o parcelamento foi formalizado antes do ajuizamento da ação.

2) Diante do fato de o FGTS do referido atleta não estar em atraso e, portanto, do entendimento de que as provas usadas por ele e que serviram de base para a concessão da liminar não foram completas, inclusive induzindo o juízo a erro, o Departamento Jurídico do Vasco vai recorrer da decisão".

Fonte: (Globo Esporte)

8 Views
Gisele Ramos

Gisele Ramos é designer gráfico formada em Publicidade e Propaganda, diretora da Gitramos Publicidade, redatora do Diário Notícias e está atualmente em processo para uma cirurgia bariátrica. Não se incomoda nenhum pouco em ser gordinha,mas a saúde vem sempre em primeiro lugar.  Instagram: giseletramos

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

O Diário Notícias é um jornal dinâmico e interativo.Nossos ideais são pautados na seriedade e comprometimento. Nossa missão é informar e levar conhecimento a toda a população interessada, independente de opção política, religiosa ou social . Diário Notícias : Compromisso com a notícia!