Imprimir esta página

Pedro Fernandes diz que é possível reverter a crise do Rio com gestão pública de qualidade

23 Agosto 2018
Autor :  

O candidato fez campanha em Madureira e contou que o problema do Rio não é falta de dinheiro, e sim falta de gestão pública e estabelecimento de prioridades.

O
O candidato ao governo do estado do Rio de Janeiro pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), Pedro Fernandes, esteve em Madureira, Zona Norte da cidade, na manhã desta quinta-feira (23), para conversar com eleitores e apresentar suas propostas para o estado.

Segundo o deputado, é totalmente possível reverter a crise do estado, que, segundo o candidato, não acontece por falta de dinheiro, mas por falta de uma gestão de qualidade.

"O problema do Rio não é falta de dinheiro é falta de gestão e de estabelecer prioridades. Não dá para continuar gastando 1 bilhão e 100 milhões de reais em contratação de cargos comissionados e gratificações especiais, quando é possível reduzir mais de 55% e economizar cerca de 580 milhões de reais. Não dá para continuar gastando mais de 2 bilhões de reais em contratação terceirizada, quando é totalmente possível reduzir pelo menos 25%, gerar uma economia de mais de 500 bilhões de reais e valorizar o servidor público para que a gente possa também exigir uma melhor prestação do serviço público", explicou o político.

Em visita a um dos maiores mercados populares do país, o Mercadão de Madurera, o candidato conversou com comerciantes e falou sobre suas propostas para a segurança no Rio de Janeiro. Pedro Fernandes diz que, se for eleito, vai investir em tecnologia para auxiliar nas investigações policiais e parcerias com o governo do estado para impedir, principalmente, a entrada de drogas e armas no estado.

"Primeiro a gente precisa fazer uma grande força tarefa em parceria com o governo federal iniciando pela política de fronteira nas divisas do governo do Estado, o para evitar que continue entrando a quantidade de drogas e armas que entram em nosso estado todos os dias. É inadmissível nem o governo federal, nem o estadual ter a capacidade de impedir a entrada de drogas e armas. Por outro lado, a gente precisa avançar com a receita federal para atacar a atividade econômica do crime organizado. Os grandes criminosos não estão nas favelas, estão nas áreas nobres do Rio lavando o dinheiro do tráfico para viver bem às custas dos sofrimento das pessoas", contou o deputado.

Ainda nesta quinta (23), o candidato do PDT vai cumprir agenda em Niterói, Região Metropolitana do estado e vai conversar com jovens em Piedade, na Zona Norte.

Fonte: (G1)

79 Views
Gisele Ramos

Gisele Ramos é designer gráfico formada em Publicidade e Propaganda, diretora da Gitramos Publicidade, redatora do Diário Notícias e está atualmente em processo para uma cirurgia bariátrica. Não se incomoda nenhum pouco em ser gordinha,mas a saúde vem sempre em primeiro lugar.  Instagram: giseletramos

E-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Mais recentes de Gisele Ramos